Tailândia #2: As Reservas (hotéis, voos internos, tours, etc.)


Como vos contámos no #1 deste planeamento, o voo foi comprado em Fevereiro. Entretanto, preocupámo-nos em encontrar um guia que aceitasse ir-nos buscar ao aeroporto de Chiang Rai, visitasse connosco os pontos que estavam no nosso roteiro e nos deixasse em Chiang Mai, no final do dia. Entre Chiang Rai e Chiang Mai são cerca de três horas de carro. Só com esta opção conseguiríamos visitar ambas as cidades no tempo que tínhamos disponível. E o passo seguinte foi começar a marcar voos e hotéis...

#2.1 - Guia Turístico

Se nas outras cidades em que ficámos visitámos tudo por nossa conta, para conhecer Chiang Rai e Chiang Mai em dois dias, essa hipótese estava completamente fora de questão. Depois de muitos (mesmo muitos) contactos, fechámos "negócio" com o Joy (onecoolsoda@hotmail.com) para um pacote completo que incluía:
- Pick up no aeroporto de Chiang Rai
- Visita à Karen Long Neck Village
- Visita ao Triângulo Dourado com passeio de barco até Donsao Island (Laos)
- Almoço (almoçámos num restaurante com uma vista brutal, mesmo na zona do Triângulo Dourado)
- Visita ao Templo Branco
- Viagem Chiang Rai - Chiang Mai 
- Drop off no hotel em Chiang Mai
- Visita ao Santuário dos Elefantes (Elephant Jungle Sanctuary), no programa de meio dia, com pick up e drop off no hotel
- Visita à fábrica de Jade em Chiang Mai
- Visita ao templo Doi Suthep em Chiang Mai

Por todos estes pontos, com as entradas incluídas, pagámos cerca de 250,00€. Sabemos que o valor é alto, mas para nós era impensável abdicar de algum destes pontos a visitar. E esta foi a única forma que encontrámos de o fazer em tão pouco tempo.

#2.2 - Transfers Internos

Ao todo, visitámos 4 zonas diferentes da Tailândia. Para nos movimentarmos internamente, optámos por utilizar voos. Podíamos também ter feito os trajectos de comboio (dizem que o comboio nocturno para Chiang Mai vale muito a pena, mas o nosso destino era Chiang Rai) e de autocarro. Pelo que pesquisámos, apesar de as viagens de autocarro serem mais baratas, as diferenças de valor não eram muito significativas. Quanto ao comboio, era a opção mais cara de todas, se quiséssemos uma cabine com cama. E todas elas demoravam bastante mais tempo do que o avião...

Assim, para as nossas deslocações utilizámos...





Tenham em atenção que os preços apresentados para os voos apenas incluem bagagem de mão: a bagagem de porão é paga à parte em todos os voos internos. No nosso caso, não necessitámos de pagar o extra porque viajámos apenas com mochila. Mas se precisarem, contem com cerca de 20,00€ extra por trajecto.

Os bilhetes para o ferry que faz a ligação com as ilhas Phi Phi foram sempre comprados no local, de véspera. O preço de compra online com antecedência era bastante superior.

#2.3 - Hotéis

À excepção do hotel de Chiang Mai, que nos foi recomendado pelo guia, todos os outros foram escolhidos por nós. Utilizámos sempre o booking.com para a pesquisa e também para efectuar as reservas. Preocupámo-nos em encontrar hotéis com uma boa localização - preferimos sempre pagar um pouco mais por um hotel bem localizado do que perder mais tempo e dinheiro em deslocações - e com boa avaliação pelos anteriores hóspedes. 
Como podem ver, se perdemos a cabeça com o hotel em que ficámos nos últimos dois dias em Bangkok - o Aloft Bangkok Sukhumvit 11 - conseguimos equilibrar os gastos com outros hotéis em que gastámos valores muito simpáticos por noite, como é o caso do C H Hotel em Chiang Mai, mas também do Dang Derm Hotel em Bangkok e do The Cobble Beach nas ilhas Phi Phi.

Reviews dos Hotéis:
- Dang Derm Hotel, Bangkok
- C H Hotel, Chiang Mai
Com as reservas de voo Lisboa - Bangkok, voos internos, ferrys, hotéis, tours e guia para Chiang Mai e Chiang Rai, a nossa viagem ficou num total de 1.100,00€ por pessoa. Se quiséssemos, podia facilmente ter ficado mais barata. Bastava optar por outros hotéis em Railay Beach e nas últimas duas noites em Bangkok e a viagem passava para menos de 1.000€. 

Ainda assim, o valor total encontra-se bem abaixo do que é cobrado por qualquer agência de viagens para uma viagem deste género, e até para viagens que apenas incluem Bangkok e Krabi, por exemplo. Não se esqueçam que este valor já tem incluídas todas as despesas com tours, guia, ferrys, etc.!

E agora que já temos tudo marcado, falta-nos apenas preparar a viagem propriamente dia... numa próxima publicação!